Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Sanções ao Irã podem levar petróleo para US$250, diz ministério

Por Da Redação 4 dez 2011, 09h12

TEERÃ (Reuters) – O ministério das relações exteriores do Irã acredita que se o Ocidente considera seriamente bloquear a capacidade de Teerã exportar petróleo, o preço global da matéria-prima iria mais do que dobrar, disse o porta-voz do ministério, Ramin Mehmanparast, neste domingo.

“Um assunto tão sério elevaria o preço do petróleo para cerca de 250 dólares o barril”, disse ao jornal Sharq.

As conversações do Ocidente sobre sanções mais pesadas sobre o programa nuclear do Irã aumentaram desde que a Nações Unidas publicou um relatório em novembro contendo informações de que havia evidências de que Teerã trabalhava na construção de uma bomba atômica.

O Irã afirmou que seu programa nuclear é inteiramente pacífico.

O Senado norte-americano votou na quinta-feira para penlizar instituições financeiras estrangeiras que fazem negócios com o banco central do Irã, o principal canal das receitas do petróleo, e a União Europeia está considerando banir o petróleo importado da república Islâmica.

Continua após a publicidade

Mas até o momento nem Washington nem Bruxelas finalizaram um movimento contra o comércio de petrólio ou ao banco central, em meio a temores sobre o possível impacto de uma frágil economia global ao restringir os fluxos de petróleo do quinto maior exportador do mundo.

Mehmanparast afirmou que duvida se este passo seja tomado.

“Impor sanções ao óleo e gás está entre as sanções que se algúem quiser adotá-las, as consequências devem ser totalmente consideradas antes de ser tomada alguma ação”

“Eu não acredito que a situação mundial, e especialmente o Ocidente, esteja preparada o sufiente para levantar estas discussões”

(Por Ramin Mostafavi)

Continua após a publicidade
Publicidade