Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saída de dólares supera entrada pelo 3º mês seguido em julho

Fluxo cambial voltou a ficar negativo em no mês passado, em US$ 3,93 bilhões, segundo dados do Banco Central, divulgados nesta quarta-feira

Após o saldo negativo de 4,69 bilhões de dólares em junho, o fluxo cambial voltou a ficar no vermelho em julho, em 3,93 bilhões de dólares, informou o Banco Central (BC), nesta quarta-feira. Foi o terceiro mês consecutivo no vermelho. Em abril, o resultado não só foi positivo como o volume de entradas líquidas foi recorde: 13,10 bilhões de dólares. Em julho de 2014, o saldo estava negativo em 1,79 bilhão de dólares.

O fluxo cambial chama atenção porque o saldo segue negativo apesar do ciclo de alta de juros, o que, teoricamente, é um atrativo para o investidor estrangeiro. A taxa básica de juros, a Selic, foi elevada pelo Comitê de Política Monetária (Copom) para 14,25% ao ano.

A saída de dólares pelo canal financeiro foi de 8,37 bilhões em julho, diferença entre o ingresso de 36,25 bilhões de dólares e o envio de 44,634 bilhões de dólares. Ao longo de todo o ano passado, a área financeira foi a principal porta de saída de recursos do país, somando 13,4 bilhões de dólares. Este segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Já no comércio exterior o saldo ficou positivo em 4,44 bilhões de dólares no mês passado, com importações de 13,24 bilhões de dólares e exportações de 17,68 bilhões de dólares.

Leia mais:

Fluxo cambial tem pior resultado do ano

Fluxo cambial tem saldo negativo de US$ 2,07 bilhões em maio

Contas públicas têm rombo de R$ 32,5 bi em 2014

(Com Estadão Conteúdo)