Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Saiba quem é Paulo Guedes, o nome de Bolsonaro para a Fazenda

Ph.D em economia pela Universidade de Chicago, economista tem atuação no mercado financeiro e em educação

O economista Paulo Guedes, o nome que o deputado Jair Bolsonaro diz que gostaria de tornar seu ministro da Fazenda, atua no mercado financeiro. É um dos fundadores do Banco Pactual  – que posteriormente foi comprado e integra hoje o BTG Pactual, um dos maiores do país. Também criou o BR Investimentos, hoje parte da Bozano Investimentos – empresa que investe em ações privadas (private equity) e da qual ele faz parte.

Guedes, é ph.D em economia pela Universidade de Chicago, instituição que é considerada uma referência do pensamento econômico liberal. O economista já foi membro do conselho de administração de companhias como Localiza, PDG e Anima Educação.

Além da atuação no mercado financeiro e corporativo, foi fundador do Ibmec, instituição educacional com cursos de graduação em economia e administração, e é autor de colunas no jornal O Globo. 

Em um texto publicado no jornal no mês passado, avaliou que o “centro” da política estava “vazio” no momento e considerou um segundo turno disputado por Bolsonaro e Lula. Enquanto o petista seria representante da “Velha política”, classificou o deputado como “fenômeno eleitoral de uma ‘direita’ que defende ‘a lei e a ordem’, valores de uma classe média indignada com a corrupção na política, a estagnação na economia e a falta de segurança nas ruas”.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Isaac Vieira

    Ele não precisa saber tanto de economia, o ministro dele sim tem q saber.

    Curtir

  2. Ateu Indiferente

    Bolsonaro já está em campanha então.
    Se está declarando quem será seu ministro para a imprensa, já mostra que sua campanha está de vento em popa.
    Não deveria estar no Congresso trabalhando em vez de ficar fazendo campanha adiantada?

    Curtir

  3. Carlos Steinsfield

    Precisamos de lei, ordem e progresso. Não de extremo radicalismo e violência. Bolsonaro, através de suas próprias declarações já demonstrou ser o lula da direita

    Curtir