Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Safra de grãos deve recuar 6,5% em 2016, diz IBGE

Brasil deve produzir 195,9 milhões de toneladas este ano. Estimativa de área a ser colhida é de 57,7 milhões de hectares, alta de 0,2% sobre 2015

A safra brasileira de grãos deve recuar 6,5% este ano em relação a 2015, para 195,9 milhões de toneladas, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de maio, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta quinta-feira. A nova projeção é ainda 4,6% menor do que o previsto em abril, com 9,5 milhões de toneladas a menos. Se confirmada, será a maior queda em volume (13,5 milhões de toneladas) da série histórica iniciada em 1975.

A estimativa da área a ser colhida pelos produtores agrícolas brasileiros em 2016 é de 57,7 milhões de hectares, um crescimento de 0,2% em relação a 2015, quando foi de 57,6 milhões de hectares. Em relação à estimativa de abril, a área recuou 1,4%.

Arroz, milho e soja – os três principais produtos da safra nacional – responderam por 87,4% da área a ser colhida e 92,5% da estimativa da produção.

Na comparação com 2015, houve acréscimo de 2,7% na área da soja e redução de 0,4% na do milho. A área de arroz teve redução de 9,1%. Quanto à produção, houve recuo de 0,4% para a soja, de 11,6% para o arroz e queda de 14,1 % para o milho, quando comparadas a 2015.

No caso da soja, o Brasil não vai registrar uma safra recorde pela primeira vez desde 2012. Segundo o IBGE, a redução prevista de 1,6% no rendimento médio ocorre sobretudo “em decorrência de longas estiagens enfrentadas em diversos estados brasileiros”.

Leia mais:

No vermelho, Correios precisarão de empréstimo para pagar salários

Ilan Goldfajn é nomeado presidente do BC; posse será às 17h

(Com Estadão Conteúdo)