Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rússia promete apoio financeiro à zona do euro

Bruxelas, 15 dez (EFE).- A Rússia prometeu nesta quinta-feira à União Europeia (UE), numa reunião de cúpula realizada em Bruxelas, na Bélgica, que apoiará financeiramente os países da zona do euro que estão enfrentando problemas econômicos.

Durante o encontro, que aliviou a tensão entre ambas as partes, a UE criticou timidamente as suspeitas de fraude nas recentes eleições russas.

‘Estamos dispostos a investir todos os meios financeiros necessários para apoiar a economia europeia e a zona do euro’, afirmou o presidente russo, Dmitri Medvedev.

Fontes do governo do país disseram que a Rússia oferecerá 10 bilhões de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Esse valor, no entanto, poderia dobrar.

Além disso, Medvedev explicou que está disposto a estudar outras formas de ajudar o Continente a evitar a crise. O chefe do Kremlin deixou claro que a Rússia não quer presenciar o colapso de seu principal parceiro comercial, o que traria consequencias desastrosas para o país.

Em 2010, as importações e exportações russas para os 27 membros da UE cresceram 32% em relação ao ano passado. Além disso, a Europa é o destino de 70% do gás produzido no país.

Durante a reunião, os representantes europeus transmitiram a Medvedev sua preocupação pelas irregularidades observadas nas eleições parlamentares russas, e elogiaram o governo do país, que disse que irá investigar possíveis fraudes.

Apesar de sugerir que o assunto é uma questão interna, o presidente da Rússia manteve uma linha mais suave do que a do primeiro-ministro Vladir Putin, que voltou dizer que a comunidade internacional está por trás dos protestos em Moscou. EFE