Clique e assine a partir de 8,90/mês

Rumor sobre fim do Bolsa Família leva multidão a lotéricas e agências

Governo nega e diz que Polícia Federal investiga origem dos boatos

Por Da Redação - 19 Maio 2013, 16h18

Rumores sobre a suspensão dos pagamentos do Bolsa Família causaram correria, confusão e tumulto em casas lotéricas e agências da Caixa em vários estados no sábado. Beneficiários do programa lotaram os terminais de atendimento para sacar o dinheiro. Neste domingo, o governo informou que não há nenhuma veracidade sobre o fim do programa e disse que a Polícia Federal já investiga a origem dos rumores.

Com o surgimento dos rumores, as pessoas começaram a lotar as lotéricas e agências. Houve relatos de confusão nos estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí e Rio de Janeiro.

Em resposta à confusão, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) informou, por meio de nota, que não há nenhuma veracidade nos rumores relativos à suspensão ou interrupção dos pagamentos do Bolsa Família. “O MDS reafirma a continuidade do Bolsa Família, assegura que o calendário de pagamentos divulgado anteriormente está mantido e que não há qualquer possibilidade de alteração nas regras do programa”, informou a nota.

Também neste domingo, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou que a Polícia Federal já está trabalhando na investigação do caso.

Segundo a nota do MDS, o Bolsa Família beneficia atualmente 13,8 milhões de famílias. “É o maior e melhor focalizado programa de transferência de renda com condicionalidades do mundo e continuará cumprindo seu papel fundamental para a estratégia de superação da extrema pobreza no Brasil”, afirma o comunicado. A Caixa Econômica Federal também informou que o pagamento do Bolsa Família está sendo feito dentro da normalidade e seguindo o calendário fixado pelo governo.

Continua após a publicidade

Leia também:

Bolsa Família paga R$ 21,1 bilhões e bate recorde em 2012

Bolsa Família ajuda a educação, mas carece de eficiência

SP é capital com menos pobres no Bolsa Família

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade