Clique e assine com até 92% de desconto

Robôs integrarão quadro de funcionários de banco japonês

A partir deste ano, clientes do Mitsubishi UFJ poderão ser recebidos pelo NAO, um robô com capacidade de se comunicar

Por Da Redação 14 jan 2015, 12h31

Os clientes do banco japonês Mitsubishi UFJ poderão ser recebidos ainda este ano pelo NAO, um pequeno robô com capacidade de responder a perguntas básicas sobre os serviços da instituição, informou a empresa. O androide mede 58 centímetros e, além de falar 19 idiomas, é capaz de analisar a expressão facial e o comportamento dos clientes com os quais interage.

“Incorporando uma ferramenta como esta, podemos motivar a comunicação com nossos clientes”, explicou um porta-voz da Mitsubishi UFJ, acrescentando que a quantidade de robôs nas agências bancárias de Tóquio ainda não foi definida.

Leia mais:

Robô que pousou em cometa deve ‘despertar’ em março

Nasa vai ‘hackear’ robô explorador de Marte

O NAO foi desenvolvido pela empresa francesa Aldebaran Robotics, propriedade do gigante das telecomunicações SoftBank, líder do setor da telefonia móvel no Japão, e tem um custo aproximado de 8 mil dólares (cerca de 21 mil reais) a unidade.

O Japão tem apostando pesadamente em robótica, e várias grandes companhias já trabalham com essas máquinas em algumas de suas lojas. Outro exemplo é o robô Pepper, também desenvolvido pela Aldebaran, que desde junho do ano atende clientes em lojas onde o SoftBank possui representação comercial.

A Nestlé também decidiu incorporar o mesmo androide como funcionário em seus pontos de venda no Japão em outubro do ano passado. De acordo com essa companhia suíça, a intenção é usar o robô em até mil lojas ao redor do mundo até o fim deste ano.

(Com agência Efe)

Continua após a publicidade
Publicidade