Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Resiliente, agropecuária se destaca como único setor que cresceu em 2020

Produtividade no campo e exportações recordes de soja garantiram os números positivos

Por Luisa Purchio Atualizado em 3 mar 2021, 13h00 - Publicado em 3 mar 2021, 10h33

Em meio à queda histórica do PIB de 4,1% em 2020, devido à Covid-19, a agropecuária se destaca como o único setor que apresentou crescimento no período. Ao longo do ano passado, houve alta de 2% na agropecuária, de acordo com dados divulgados na manhã desta quarta-feira, 3, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Serviços e indústria caíram 4,5% e 3,5%, respectivamente.

Os números positivos do campo foram puxados principalmente pelas vendas recorde de soja (7,1%), com destaque para a alta das exportações para a China, e do café (24,4%). Os ganhos, puxados pelo aumento de produtividade no campo, superaram o desempenho mais fraco nas áreas de Pesca e Pecuária. O milho também teve crescimento no ano, de 2,7%.

A participação do agronegócio no PIB corresponde a 6,8%, a mais alta desde os anos 2000, quando o número era de 5,5%. É interessante observar que a importância do setor para o PIB brasileiro vem aumentando ano a ano, ao mesmo tempo em que diminui a participação da indústria. Em 2000, a indústria representava 26,5% do PIB, e 20 anos depois passou para 20,4%.

No quarto trimestre do ano, a agropecuária recuou 0,5% em relação ao trimestre anterior, informação que já era esperada devido à sazonalidade das safras de soja. Apesar do desempenho negativo no segundo semestre do ano, as vendas recordes do produto no primeiro semestre mantiveram o patamar no positivo.

Já, em relação ao quarto trimestre de 2019, o recuo do setor foi de 0,4%, “com destaque para produtos cujas safras são significativas no 4° trimestre, como a laranja (-10,6%) e o fumo (-8,4%)”, disse o IBGE.

Continua após a publicidade

Publicidade