Clique e assine a partir de 9,90/mês

Republicanos dizem que é possível acordo sobre ‘abismo fiscal’ dos EUA

Em programa de televisão, o senador Bob Corker falou em aumento de impostos para os mais ricos e em corte de gastos do estado

Por Da Redação - 11 nov 2012, 18h41

Neste domingo, o senador republicano Bob Corker expressou confiança de que os legisladores norte-americanos possam chegar a um acordo sobre o “abismo fiscal” (veja quadro explicativo), no final de ano, enquanto um assessor do presidente Barack Obama sinalizou a intenção de negociar o aumento das taxas de imposto para os ricos.

Em um programa de TV, o senador disse que o aumento das receitas fiscais para os mais ricos seria parte do plano, desde que os gastos do estado também sejam abordados. “Estou otimista”, disse Corker ao programa Fox News Sunday.

Leia também:

Vitória de Obama é garantia de continuidade econômica

Continua após a publicidade

Bolsas desabam ante temor fiscal e risco na Europa

Obama pede que americanos pressionem Congresso por solução para abismo fiscal

Obama convidou os líderes do Congresso para uma reunião na Casa Branca na sexta-feira para discutir a questão. A menos que o Congresso dos EUA intervenha, 600 bilhões de dólares em aumentos de impostos e cortes de gastos federais entrarão em vigor no final do ano, com um impacto potencialmente devastador para a economia.

A administração Obama e os líderes do Congresso estão tentando negociar um acordo para evitar o que vem sendo chamado de “abismo fiscal”. Eles pretendem trabalhar em um pacote de redução do déficit americano na próxima sessão do Congresso, que começa em janeiro.

Continua após a publicidade

Já o assessor de Obama, David Axelrod, levantou discussão sobre a possibilidade de aumentar a receita suficiente para frear o déficit sem acréscimo na taxa de impostos e elogiou as observações do presidente da Câmara, John Boehner, principal republicano no Congresso, sobre a necessidade de enfrentar o problema.

(com Reuters)

Publicidade