Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reforma da Previdência precisa ser aprovada neste ano, diz Meirelles

Ministro da Fazenda afirma que, no cenário mais otimista, novas regras podem entrar em vigor em três meses

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quinta-feira que a reforma da Previdência precisa ser aprovada neste ano e que a redução das despesas públicas ajudará o trabalho do Banco Central na redução da taxa básica de juros, a Selic. “Essa questão foi discutida no mundo inteiro e tenho confiança de que isso está sendo endereçado aqui no Brasil”, comentou Meirelles durante palestra no Ciab Febraban 2016, em São Paulo.

Ele afirmou que no caso da aprovação de uma PEC específica para a Previdência, as previsões mais otimistas dão conta de que ela entraria em vigor em três meses. Nas mais pessimistas, até o fim do ano. “Eu prefiro não fazer a minha avaliação.”

Ainda no que se refere à Previdência Social, Meirelles reiterou que a primeira medida tomada foi a retirada da Secretaria da Previdência do Ministério do Ministério do Trabalho para a Fazenda. “É um gesto prático e simbólico”, disse o ministro, acrescentando que está confiante na solução dos problemas da Previdência pelo fato de o governo ter nomeado Marcelo Caetano, um profundo conhecedor do assunto, como secretário da Previdência.

Meirelles, por várias vezes durante sua palestra, fez questão de enfatizar o papel do Congresso Nacional na aprovação de projetos do governo. “O Congresso tem aprovado coisas importantes. Começa a provar agora projeto de governanças estatais e fundos de pensão. Tirou item, vai colocar de volta, faz parte normal do debate”, disse.

Leia mais:

Dólar cai e Bolsa sobe com otimismo sobre permanência do Reino Unido na UE

Ministro anuncia retomada de 6% de obras paralisadas da Faixa 1 do Minha Casa

(Com Reuters e Estadão Conteúdo)