Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Refeição em bares e restaurantes encarece no mês da Copa

Na segunda semana de junho, preços subiram 0,9% em São Paulo, 0,59% no Rio de Janeiro e 0,83% em Porto Alegre

Nas últimas duas semanas, a inflação em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre tem sido puxada, entre outros itens, pela variação dos preços em bares e restaurantes. Com a Copa do Mundo e a maior movimentação de pessoas assistindo aos jogos fora de casa, os preços podem avançar ainda mais.

Em São Paulo, a inflação de bares e restaurantes foi de 1,02% na pesquisa da primeira semana de junho e 0,90% na pesquisa da segunda semana, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A variação apurada se refere ao aumento de preços registrado nas últimas quatro semanas anteriores à divulgação, tecnicamente chamada de inflação quadrissemanal.

No caso do Rio de Janeiro, os preços subiram 0,68% na primeira semana e 0,59% na segunda semana. As refeições em bares e restaurantes de Porto Alegre registraram inflação de 0,28% na primeira semana e 0,83% na segunda semana. À primeira vista, o número pode parecer baixo, mas, segundo a FGV, o item aparece entre os principais que contribuíram para a inflação no período.

Leia também:

Preço de passagem aérea cai, apesar da Copa

IBGE: Vendas de TVs ainda não mostram impacto da Copa

Efeito Copa: turismo europeu e norte-americano aumentou mais de 60% no Brasil

O índice oficial de inflação (Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA) de junho ainda não foi divulgado, mas até maio acumula alta de 3,33%. As refeições fora de casa registraram aumento de preços de 4,33%, um ponto porcentual acima do IPCA. A alimentação fora de domicílio, que também inclui o consumo de bebidas, doces e outros, subiu 4,46% no ano.

(com Estadão Conteúdo)