Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Recessão da Grécia deve ser de 3,8% em 2013

Segundo autoridades do ministério das Finanças, contração do PIB greco será menor do que o previsto no início do ano

Por Da Redação 7 set 2013, 14h58

A economia da Grécia deve encolher 3,8% neste ano, disse uma autoridade do ministério das Finanças. O porcentual é menor do que o inicialmente esperado, de 4,2%. “Uma recessão mais branda de cerca de 3,8% é esperada em 2013”, destacou o funcionário.

O primeiro-ministro da Grécia, Antonis Samaras, também disse neste sábado que a economia do país terá contração menor do que o esperado para o ano. Ele acrescentou que não serão necessárias mais medidas de austeridade. “A recessão será menor do que o previsto”, afirmou Samaras, durante um discurso na cidade de Thessaloniki, no norte da Grécia. “Um pequeno milagre está começando a acontecer na Grécia: pela primeira vez em muitos anos estamos superando nossas metas e, se continuarmos assim, haverá alívio”, disse o premiê.

Leia ainda:

PIB da zona do euro cresce 0,3% no 2º trimestre

Os comentários ocorrem um dia depois de notícias de que a recessão do país no segundo trimestre foi menos grave do que o esperado, porque uma boa temporada de turismo ajudou a impulsionar a economia prejudicada pela crise e aumentou a expectativa de um retorno ao crescimento em 2014, depois de seis anos de contração do PIB.

Continua após a publicidade

De acordo com dados revisados da agência de estatísticas Elstat, o Produto Interno Bruto grego teve queda de 3,8% no segundo trimestre em comparação com igual período do ano passado. Em agosto, a agência havia relatado um recuo maior, de 4,6%, em uma primeira estimativa. A queda é a menor da economia grega nos últimos três anos, na base de comparação anual.

Leia também:

Indústrias da zona do euro aceleram em agosto

Desemprego na zona do euro fica estável em julho, a 12,1%

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)