Clique e assine a partir de 9,90/mês

Receita quer recuperar R$ 1 bi em créditos indevidos

No ano passado, 50 mil contribuintes utilizaram para fins de compensação R$ 7 bi em créditos previdenciários. Receita considerou crescimento atípico

Por Da Redação - 11 jan 2013, 17h57

A Receita Federal deflagrou uma operação para recuperar cerca de R$ 1 bilhão em créditos indevidos em compensações previdenciárias, declaradas por meio da Guia de Recolhimento do FGTS e Informações à Previdência Social (GFIP). Cerca de mil contribuintes foram notificados e mais de 12 mil devem ser auditados ao longo do ano.

Segundo o supervisor nacional do Sistema de Auditoria de Compensações Previdenciárias, Marcus Gaudenzi de Faria, a Receita percebeu um crescimento atípico nas compensações dessa natureza nos últimos três anos. No ano passado, 50 mil contribuintes utilizaram para fins de compensação R$ 7 bilhões em créditos previdenciários. Em termos nominais, os valores aumentaram 64%.

As empresas selecionadas como alvo dessa operação atuam em atividades que não são geradoras potenciais desse tipo de crédito. As companhias terão de detalhar a origem dos valores que justificam essas compensações por meio do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (portal e-CAC).

Se a origem dos créditos não for comprovada, a Receita poderá cobrar os valores indevidamente compensados e aplicar multa de 75% a 150%. Os contribuintes que tiverem cometido algum equívoco no preenchimento da GFIP poderão se antecipar à ação da Receita e retificar a declaração e pagar a contribuição devida. Nesse caso, o valor deve ser corrigido pela multa de mora – de 0,33% ao dia, limitada a 20% – mais os juros calculados com base na Selic.

Continua após a publicidade

(com Estadão Conteúdo)

Leia também:

MMX é autuada em R$ 3,758 bilhões pela Receita Federal

Receita exige da Natura R$ 627 milhões em impostos

Publicidade