Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Receita de planos de previdência privada cresce 19,45%

Por Guilherme Amorim

São Paulo – Os planos de previdência complementar aberta no Brasil arrecadaram R$ 4,4 bilhões no mês de fevereiro, montante que representa um crescimento de 19,45% sobre igual m~es de 2011. A alta do setor verificada no período segue o ritmo de janeiro, quando as contribuições avançaram 19,27%. Com isso, a arrecadação no primeiro bimestre bateu a marca de R$ 9,1 bilhões, superando os R$ 7,6 bilhões apurados no primeiro bimestre do ano passado. Os dados são da Federação Nacional de Previdência Privada e Vida Fenaprevi), associação que reúne seguradoras e entidades abertas de previdência complementar no País.

Para o presidente da Fenaprevi, Marco Antonio Ross, a expansão traduz a preocupação das famílias com a formação de poupança de longo prazo. “O ritmo de aportes no sistema também expressa o bom momento do emprego e da renda no país”, disse ele na nota.

Os planos individuais foram os que mais cresceram em fevereiro, com alta de 20,87% e arrecadação de R$ 3,7 bilhões em novos depósitos. Já os planos empresariais captaram R$ 508,4 milhões, volume 11,01% acima do verificado no mês de janeiro. Esse movimento é diferente do observado em janeiro e dezembro, quando os planos empresarias foram os que mais subiram.

Na soma do primeiro bimestre, os planos empresariais registraram a maior expansão, somando R$ 1,2 bilhão em aportes, ou seja, alta de 23,30% frente a igual período de 2011. Os planos individuais contaram com alta de 18,96% e aportes de R$ 7,6 bilhões no período.

O produto VGBL, indicado para quem declara Imposto de Renda pelo formulário simples, continua o preferido dos clientes. Respondeu por captação de R$ 3,62 bilhões em fevereiro, com crescimento de 23,63%. Contabilizando janeiro e fevereiro, o VGBL somou R$ 7,5 bilhões em ingressos. O PGBL – para quem utiliza o modelo completo da declaração de renda de pessoa física – apresentou alta de 16,26%, arrecadando R$ 1 bilhão (R$ 513,7 milhões neste mês).

Conforme a Fenaprevi, a seguradora BrasilPrev liderou o ranking de arrecadação em fevereiro de 2012. com 31,06% do total. Em seguida vêm Bradesco Seguros (26,41%), Itaú Vida e Previdência (23,68%), Santander Seguros (5,42%), Caixa Vida & Previdência (4,94%), HSBC Vida e Prev (4,15%), Icatu Seguros (0,80%), Sul América (0,61%), Porto Seguro Vida e Prev. (0,54%), Mongeral Aegon Seg. e Prev. (0,47%). As demais seguradoras somam, no total, 1,93% da arrecadação.