Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Receita apreende 3,8 mil bolas “Brazuca” falsificadas

Os produtos vieram da China e teriam como destino final o Porto de Suape, localizado no Estado de Pernambuco

A Receita Federal apreendeu 3.800 “Brazucas”, a bola oficial da Copa do Mundo, falsificadas. De acordo com a Alfândega do Porto de Santos, responsável pela ação, as mercadorias vieram da China e tinham como destino o Porto de Suape, em Pernambuco.

O órgão informou também que foram retidos cerca de 7.000 brinquedos que não possuíam selo do Inmetro. Em janeiro deste ano, 140 unidades do mascote da Copa do Mundo, o Fuleco, já haviam sido apreendidas. “Na contrafação (nome técnico usado para produtos não originais), todos saem perdendo: os detentores da marca e os consumidores locais que são expostos a produtos de baixa qualidade, sem qualquer tipo de controle exercido pelo órgão governamental específico. As bolas Brazuca, por exemplo, contêm produtos prejudiciais à saúde”, informou o Fisco.

Leia também:

Polícia Federal prende auditor da Receita por fraude

Sites de vendas burlam a Receita e podem prejudicar consumidores

Cristina faz ofensiva contra argentinos que vêm para Copa

A Receita destacou esta semana em seu site as legislações aduaneiras para grandes eventos, diante da proximidade do início do Mundial, que será em 12 de junho. “As empresas que tentarem a importação de produtos falsificados, imaginando aproveitar os grandes eventos esportivos, serão punidas rigorosamente com a apreensão desses bens, conforme linha de ação definida pela Administração Aduaneira”, informou o órgão por meio de sua assessoria de imprensa.