Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

RBS quer vender corretora Hoarre Govett, afirma jornal

Por Fábio Alves

Londres – O banco Royal Bank of Scotland Group PLC está considerando a venda da sua unidade de corretagem Hoarre Govett, segundo reportou o jornal Sunday Times, como parte de uma revisão de seu braço de investimentos, o qual o jornal Sunday Telegraph informou, em outra matéria separadamente, que poderá diminuir em mais da metade. Nenhum dos jornais citaram fontes para as matérias.

A especulação tem origem numa reunião de diretoria do RBS na semana passada e vem à tona em antecipação à resposta do governo britânico, esperada para segunda-feira, ao relatório da Comissão Independente do Setor Bancário.

O secretário de Negócios do governo britânico, Vince Cable, disse hoje que o governo aceitará por completo as conclusões do relatório da Comissão, a qual propôs a separação dos braços de varejo e de investimento dos bancos britânicos.

O jornal The Sunday Times disse que a venda ou o fechamento da corretora Hoare Govett é uma das diversas opções que vêm sendo discutidas, inclusive um esquema mais radical para a completa retirada do RBS do mercado acionário.

Já o jornal The Sunday Telegraph disse que o RBS contratou a firma McKinsey & Co para considerar o fechamento de mais da metade do banco de investimento do grupo RBS, incluindo a rápida redução da sua divisão de “global banking e mercados” do balanço patrimonial do RBS de 450 bilhões de libras esterlinas para apenas 200 bilhões, além da venda potencial ou fechamento de alguns desses negócios. O jornal disse, inclusive, que os 18.900 funcionários daquela divisão já foram alertados para se prepararem para uma demissão em larga escala além das que já aconteceram ao longo do Verão no Hemisfério Norte. Procurado, o RBS declinou fazer comentários sobre as matérias dos dois jornais. As informações são da Dow Jones.