Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Raízen espera gerar 1,3 mil MW com uso de palha

Por Eduardo Magossi

São Paulo – A Raízen está se preparando para iniciar a cogeração de energia elétrica a partir da palha de cana-de-açúcar. A informação é do presidente do Conselho de Administração da Raízen, Rubens Ometto, que chegou na tarde de hoje ao Hotel Sheraton, em São Paulo, onde acontece o Cosan Day. A Raízen já é a maior produtora de bioeletricidade a partir de bagaço de cana, com a oferta de 900 megawatts. A expectativa é de que com o uso de palha esse volume passe para no mínimo 1,3 mil MW na safra 2015/16.

Ometto disse que a Raízen tem a expansão em seu DNA e continuará buscando crescer por meio de aquisições e construção de ativos que tragam sinergia para os atuais negócios da companhia. O executivo afirmou que a Raízen, associação entre Cosan e Shell, está indo muito bem e crescendo numa rapidez maior que a esperada. “A Raízen já é a segunda empresa da área de distribuição de combustíveis do País”, disse.

Ele lembrou que existe grande empenho por parte da companhia para otimizar sua gestão e concretizar todas as ações que foram descritas no edital de abertura de capital da Cosan. “O papel aceita tudo e muitas empresas abriram capital apenas para conseguir recursos baratos. A Cosan está se esforçando para cumprir o prometido e crescer”.