Clique e assine com até 92% de desconto

Queda na taxa de desemprego reflete fatores sazonais

Por Da Redação 22 dez 2011, 15h46

Por Alessandra Saraiva

Rio de Janeiro – Fatores sazonais levaram a taxa de desemprego ao menor nível da série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego (PME), iniciada em março de 2002, elaborada pelo Instituto de Geografia e Estatística (IBGE). Para o gerente da PME, Cimar Azeredo, em novembro, houve um movimento de antecipação na contratação de trabalhadores temporários, que costuma acontecer em dezembro, para atender ao aumento da demanda e ao reaquecimento econômico característico desta época do ano.

No entanto, ele fez uma ressalva. Não é possível dizer que o mercado de trabalho brasileiro não sentiu o movimento de desaceleração na economia, apurado pelo IBGE no desempenho do Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre (que mostrou estabilidade frente ao segundo trimestre).

Azeredo frisou que a taxa de desemprego está sendo afetada por fatores sazonais, quando as contratações aumentam de ritmo nos setores de comércio e serviços, que juntos representam mais de um terço da população ocupada no mercado de trabalho. “Não podemos dizer que não existe efeitos de desaquecimento ou desaceleração. O que o mercado de trabalho mostrou agora, neste momento, é uma geração de postos de trabalho para atender a esta demanda, que é um fator sazonal. É preciso passar este período sazonal para ver, em janeiro, qual será o contingente de temporários que serão contratados de forma efetiva”, resumiu.

Continua após a publicidade
Publicidade