Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Queda do PIB da UE e do Japão reduz crescimento da OCDE

Paris, 20 fev (EFE).- O crescimento econômico do conjunto da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) se limitou a 0,1% no quarto trimestre de 2011, um brusco enfraquecimento com relação ao terceiro trimestre (0,6%), por causa da queda do Produto Interno Bruto (PIB) da União Europeia (UE) e do Japão.

O PIB da UE se reduziu 0,3% entre outubro e dezembro com relação aos três meses precedentes, e o índice da zona do euro também caiu, o que significou a primeira queda desde o segundo trimestre de 2009, destacou a OCDE em comunicado.

Também houve uma queda de 0,6% no Japão, após a ‘forte alta técnica’ que tinha experimentado entre julho e setembro (1,7%) pela recuperação de uma parte da atividade após a detenção brusca pelos efeitos do tsunami no início do ano.

Dentro da Europa, os grandes países experimentaram uma queda com exceção da França, que avançou 0,2%, após ter subido 0,3% no terceiro trimestre.

A Itália, que já tinha retrocedido 0,2% entre julho e setembro, voltou a perder 0,7% entre outubro e dezembro.

Nesses três últimos meses do ano, as quedas foram menos pronunciadas no Reino Unido (-0,6%), Espanha (-0,3%) e Alemanha (-0,2%).

Na zona do euro, os resultados mais negativos junto com os resultados da Itália, e ainda faltando dados de alguns membros como a Grécia, foram os de Portugal (-1,3%), Estônia (-0,8%) e Holanda (-0,7%).

Já os Estados Unidos tiveram um crescimento do PIB de 0,7% no quarto trimestre, dois décimos a mais do que no trimestre precedente.

O México avançou 0,4%, número inferior ao 1,2% conseguido no terceiro trimestre.

Se o quarto trimestre de 2011 for comparado com o mesmo período de um ano antes, o PIB do conjunto da OCDE subiu 1,3%, enquanto a progressão constatada no terceiro trimestre tinha sido de 1,7%. EFE