Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quebra de safra de soja na América do Sul reduz oferta de farelo

HAMBURGO, 8 Mai (Reuters) – As baixas safras de soja, especialmente no Brasil e na Argentina, vão reduzir as ofertas para exportação de farelo de soja nos próximos meses, disseram analistas da Oil World, em Hamburgo, nesta terça-feira.

“A forte redução da produção sul-americana vai frear o esmagamento e deve resultar em um declínio nas exportações globais de farelo de soja”, disse a Oil World.

“Além disso, o comércio global de soja será restrito, diminuindo os esmagamentos nos países mais importantes, com exceção da China.”

Nesta terça-feira, a consultoria alemã reduziu, pela segunda vez em duas semanas, sua estimativa para safra de soja da Argentina 2012 em 1,5 milhão de toneladas, para 41 milhões de toneladas.

As estimativas da consultoria para a produção de soja sul-americana estão sendo reduzidas à medida que o estrago do clima às safras se torna mais aparente.

Os contratos de farelo de soja em Chicago recuaram ante as máximas atingidas em 30 de abril, mas continuam com bastante suporte, disse a Oil World.

Há um risco de que utilização média da capacidade de esmagamento da Argentina caia abaixo de 50 por cento no segundo semestre da temporada, reduzindo as ofertas de exportação de farelo de soja, disse a consultoria.

A Argentina, terceiro produtor global de soja, lidera nas exportações de farelo e óleo de soja.

(Reportagem de Michael Hogan)