Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Putin quer teto para o preço da vodka

Desde o ano passado, o preço mínimo de meio litro de vodka, que já é tabelado pelo governo, aumentou cerca de 30%, para 220 rublos (cerca de 11 reais).

Por Da Redação 24 dez 2014, 14h42

O presidente Vladimir Putin quer estabelecer um teto para o preço da vodka praticado na Rússia. Em uma reunião com governadores, Putin disse que que os altos preços da vodka incentivam o comércio de bebidas falsificadas, que trazem mais riscos para a saúde das pessoas.

Em grave crise econômica, a Rússia sofre com a desvalorização do rublo e a escalada da inflação. Desde o ano passado, o preço mínimo de meio litro de vodka, que é tabelado pelo governo, aumentou cerca de 30%, para 220 rublos (cerca de 11 reais).

Leia mais:

Crise na Rússia: o que está em jogo e como o Brasil pode ser afetado

Dólar fecha a R$ 2,73 – maior cotação em nove anos

O impacto geopolítico da queda do preço do petróleo

É a pior crise econômica desde 1998, quando o país declarou a moratória de sua dívida. Em 2015, a expectativa é de recessão, devido à queda dos preços do petróleo e às sanções do Ocidente decorrentes da crise na Ucrânia, com inflação anual acima dos 10% registrados este ano.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade