Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Punições à BP por vazamento de petróleo em 2010 somam US$ 61,6 bi

Novo pagamento, de 5,2 bilhões de dólares, foi o último grande acordo fechado pela empresa como compensação pela tragédia ambiental

A petroleira BP estimou nesta quinta-feira que os custos de seu derramamento de óleo no Golfo do México em 2010 devem totalizar 61,6 bilhões de dólares, sem impostos. A soma foi anunciada depois de a empresa ter aceito um novo pagamento, de 5,2 bilhões de dólares, relacionado à tragédia.

A companhia disse que vai registrar uma baixa de cerca de 2,5 bilhões de dólares após impostos nos resultados do segundo trimestre como consequência da cobrança mais recente.

O novo desembolso ocorre mais de um ano após a companhia britânica de petróleo e gás concordar em pagar até 18,7 bilhões de dólares em penalidades ao governo dos Estados Unidos e cinco Estados para resolver a grande parte das indenizações do derramamento no maior acordo judicial feito por uma empresa na história dos Estados Unidos.

Leia mais:
BP pagará US$ 21 bi por vazamento no Golfo do México em 2010

A companhia disse em um comunicado nesta quinta-feira que a cobrança de 5,2 bilhões de dólares marcaria a última grande indenização pelo vazamento. Qualquer indenização futura não deverá ter um impacto significativo, segundo a companhia, o que aproxima o incidente com a sonda Deepwater Horizon de seu desfecho.

“Ao longo dos últimos meses, tivemos progresso significativo resolvendo as indenizações pendentes da Deepwater Horizon, e hoje conseguimos estimar todos os passivos adicionais que restaram do incidente,” disse o diretor financeiro da companhia, Brian Gilvary.

A BP lançou um vasto programa de desinvestimento após o derramamento e planeja vender mais ativos nos próximos anos para cobrir os custos.

(Com Reuters)