Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Em dia de greve, protestos bloqueiam rodovias pelo país

Mobilização ficou esvaziada sem a adesão dos trabalhadores do setor de transportes em São Paulo

Por Da redação Atualizado em 30 jun 2017, 15h00 - Publicado em 30 jun 2017, 07h19

Protestos organizados por movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), bloquearam na manhã desta sexta-feira ruas das capitais e rodovias do país. Militantes do MTST chegaram a ocupar o saguão do Aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo.

O acesso ao Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, também foi prejudicado. É que os manifestantes bloquearam a Avenida Hélio Smidt, que dá acesso ao aeroporto.

As manifestações fazem parte do dia de greve e foram convocadas pelas centrais sindicais e movimentos sociais contra a reforma trabalhista e o governo Temer.

De manhã, os manifestantes chegaram a interromper o tráfego nas rodovias Anhanguera, Régis Bittencourt e Anchieta. 

A principal entrada da Cidade Universitária, na Rua Alvarenga, Zona Oeste de São Paulo, também foi bloqueada e, segundo o MTST, grupos travaram a ponte Carapicuíba-Barueri.

No Rio de Janeiro, militantes interrompem a Ponte Rio-Niterói e ocuparam o saguão do Aeroporto Santos Dumont. Manifestações também atingem outras regiões do país.

  • Apesar da convocação de greve, a mobilização ficou esvaziada sem a adesão dos trabalhadores do setor de transportes em São Paulo. Metrô, trens e ônibus funcionam normalmente na cidade.

    As centrais sindicais se dividiram em dois protestos hoje em São Paulo. O bloco liderado pela Força Sindical e UGT realiza um ato às 11h em frente à Delegacia Regional do Trabalho, na região central. A CUT e outras centrais sindicais convocaram um protesto para as 16h em frente ao Masp, na Avenida Paulista.

    Segundo a Federação Única dos Petroleiros (FUP), os trabalhadores das principais refinarias do país estão em greve desde ontem. Entre as refinarias paradas está a Capuava, em Mauá, na Grande São Paulo.


    Rio de Janeiro

    No Rio, a interdição é na Ponte Rio-Niterói, que liga a capital à região dos lagos.  Outra manifestação ocorre no Aeroporto Santos Dumont, e protestos bloqueiam parcialmente a Linha Vermelha e a Avenida Brasil. O Aeroporto do Galeão também teve o acesso bloqueado pela Avenida 20 de Janeiro.

    Manifestantes bloquearam ainda a entrada do maior complexo operacional dos Correios do Rio, em Benfica.


    Minas Gerais

    Interdição na BR 265, entre as cidades de Lavras e São João Del Rei, organizada por sindicatos, coletivos e pelos partidos PSOL e PSTU.

     


    Rio Grande do Sul

    Segundo a Frente Brasil Popular, A BR-293, em Candiota (RS), na região da campanha gaúcha, está interditada. Manifestantes também barravam a saída de ônibus das garagens pela manhã. Na capital Porto Alegre, caminhada na Avenida Farrapos.

    Continua após a publicidade

    Santa Catarina

    Protesto interrompeu, no começo da manhã, a BR 470, que leva ao porto de Navegantes, no estado.


    Bahia

    Na capital baiana, manifestantes bloqueiam o tráfego na Avenida Antônio Carlos Magalhães, em frente ao Shopping da Bahia. Sindicalistas também impedem a entrada de operários no Polo Industrial Camaçari, Porto de Aratu e Landulfo Alves, bloqueando o acesso.


    Ceará

    Protestos pacíficos ocorrem na Praça da Bandeira, na região central de Fortaleza


    Pernambuco

    Manifestantes travam os dois sentidos de três estradas, as BR 101, 408 e 428, nas cidades de Prazeres, Paudalho e Petrolina, respectivamente. Sistema de transporte público tem frota reduzida e há um protesto marcado para a Praça do Derby, no Recife, às 15h. 


    Pará

    Segundo a FBP, manifestantes protestam na entrada de Belém, fazendo um trancaço.


    Paraná

    A Rodovia do Xisto, em Araucária (PR), foi trancada nos dois sentidos. As vias estão próximas ao acesso à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar) e à Fábrica de Fertilizantes do Paraná.


     

    Continua após a publicidade
    Publicidade