Clique e assine a partir de 9,90/mês

Proprietária do Empire State Building fará IPO de US$1 bi

Por Da Redação - 13 fev 2012, 15h40

A Empire State Realty Trust, dona do icônico Empire State Building, registrou pedido para a venda de um bilhão de dólares em ações ordinárias classe A, dando a oportunidade a investidores comuns de deterem um pedaço do arranha-céu que foi disputado por bilionários.

A torre, que já foi a mais alta do mundo, teve vários proprietários ao longo das décadas e esteve no centro de uma batalha legal entre a família Malkin -que controla a empresa-, o magnata Donald Trump, e a herdeira imobiliária Leona Helmsley.

A família Malkin comprou o imóvel em 2002, mas obteve o controle total do edifício de 102 andares apenas em 2010, após muita discussão.

Em novembro, a Malkin Holdings afirmou que iria entrar com um pedido para se tornar uma empresa pública do setor imobiliário em três meses.

Continua após a publicidade

Assim como várias ofertas públicas iniciais (IPOs, na sigla em inglês) de ações de empresas de tecnologia e Internet, a empresa terá duas classes de ações – classe A, que será vendida ao público, com direito a um voto, e classe B, com direito a 50 votos cada. A estrutura dá controle significativo à família Malkin.

Embora o arranha-céu, também conhecido por seu papel de protagonista no filme King Kong, represente a maior fatia da receita da REIT, a empresa também possui 12 imóveis de escritório e 6 propriedades de varejo autônomas, a partir de 30 de setembro, a maioria localizada no centro de Manhattan.

Os recursos serão utilizados para pagar acionistas dos imóveis que optaram por receber sua parte em dinheiro e para o refinanciamento da dívida.

Publicidade