Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Profarma compra rede de farmácias no Rio de Janeiro por R$ 87 milhões

Grupo farmacêutico espera ter ganhos de sinergia com a aquisição da CSB Drogarias, dona das marcas Farmalife e Drogasmil; negócio ainda depende da aprovação dos órgãos reguladores

Por Da Redação 18 jan 2013, 09h36

A Profarma Distribuidora de Produtos Farmacêuticos informa que firmou contrato para aquisição de 100% das ações da CSB Drogarias, empresa com sede no Rio de Janeiro com foco no varejo farmacêutico. Conforme o fato relevante publicado nessa quinta-feira, o negócio é de 87 milhões de reais. Mas, em razão da nova legislação, a conclusão da operação fica sujeita à aprovação prévia do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A CSB Drogarias é a unidade brasileira do grupo mexicano Casa Saba formada em 2010 com a aquisição de Drogasmil e Farmalife. As duas marcas estão no varejo farmacêutico do Rio de Janeiro e juntas somam 85 lojas. A rede concentra sua atuação na região do Rio e Grande Rio, com presença de destaque nos principais shoppings da cidade. O último faturamento anual publicado (em 2011) mostra que a CSB faturou 332,8 milhões de reais.

Após a aprovação do órgão regulador, a Profarma afirma que o valor da aquisição será pago com o dinheiro que está no caixa da companhia – as dívidas da rede serão descontadas. “Por meio desta aquisição, a Profarma passa a operar em um segmento com grandes perspectivas de crescimento e oportunidades de consolidação, além de apresentar margens substancialmente maiores”, diz o comunicado. A empresa acrescentou ainda que espera obter sinergia com a integração das operações de atacado e varejo, especialmente nas áreas de logística e na sede corporativa.

Na próxima segunda-feira, a Profarma realizará uma teleconferência para explicar a operação, com a presença do diretor presidente, Sammy Birmarcker, e do diretor financeiro, Max Fischer. A aquisição também será submetida à ratificação de assembleia geral de acionistas.

Leia também:

Swatch compra Harry Winston por US$ 1 bilhão

Estrangeiros compram mais empresas brasileiras em 2012

BTG Pactual compra 6,5% da Ecorodovias por US$ 255 mi

CEO da Fiat quer fusão com Peugeot e Opel, da GM

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês