Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produção industrial sobe em julho, seu quinto avanço consecutivo

Em relação a junho, crescimento foi de 0,1%; no acumulado do ano, indicador está em baixa de 3,7%

A produção industrial brasileira teve leve alta em julho na comparação com o mês anterior, de 0,1%, mas o desempenho foi suficiente para o indicador acumular seu quinto mês consecutivo de alta. Os dados foram apresentados nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No período, o indicador acumulou alta de 3,7%. Mesmo com o desempenho positivo por cinco meses seguidos, o IBGE fez a ressalva de que os avanços fizeram a indústria recuperar apenas parte das perdas de 2015. A produção industrial ainda está 18,2% abaixo de seu patamar recorde, alcançado em junho de 2013.

Em relação a julho de 2015, a indústria recuou 6,6%. Essa foi a 29ª taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação, de acordo com o Instituto.

O índice também foi negativo no acumulado dos sete primeiros meses do ano, com redução de 8,7% em relação ao mesmo período de 2015. No acumulado nos últimos doze meses, a queda chega a 9,6%.

Entre as grandes categorias econômicas avaliadas pelo IBGE, bens de consumo duráveis (+3,3%), bens intermediários (+1,6%) e indústria geral (+0,1%) foram os grupos que cresceram na comparação com o mês anterior. Na contramão desse movimento, houve retração em bens de capital (-2,7%), bens de consumo semiduráveis e não-duráveis (-1,9%) e bens de consumo (-1%).