Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Produção industrial da zona do euro cresce 1,2% e surpreende analistas

Indicador aponta que a desaceleração econômica no terceiro trimestre pode ser menor que a esperada pelo mercado

Por Da Redação 12 out 2011, 10h36

A produção industrial da zona do euro foi muito mais forte que o previsto em agosto, indicando que a desaceleração econômica na região no terceiro trimestre pode ser bem menor que o projetado pelos analistas.

A agência de estatísticas Eurostat informou nesta quarta-feira que a produção industrial dos 17 países que usam o euro cresceu 1,2% na comparação com julho, o que implica uma expansão anual de 5,3%. Economistas previam um declínio mensal de 0,7% e uma alta de apenas 2,2% em relação a agosto do ano passado.

Os dados mostraram que a produção de bens de capital, usados para investimento, saltou 12,2% em termos anuais. A produção de bens de consumo duráveis, uma medida da confiança do consumidor, subiu 2,8%.

Na Alemanha, maior economia europeia, a produção recuou 1% na comparação com o mês anterior, mas ainda registrou alta anual de 7,8%.

Na Irlanda, que está implementando um programa de austeridade para recuperar a confiança do mercado em suas finanças públicas, a produção avançou 4,4% sobre julho e 10,1% sobre o mesmo período do ano passado.

(com Reuters)

Continua após a publicidade

Publicidade