Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produção industrial da eurozona sobe 0,7% em junho

Indústria da região teve a maior expansão desde 2010 no segundo trimestre, ao crescer 1,1% ante o primeiro trimestre

A produção industrial da zona do euro avançou 0,7% em junho ante maio e 0,3% em comparação com o mesmo mês de 2012, segundo dados da agência oficial de estatísticas da União Europeia, Eurostat. A previsão de economistas consultados pelo The Wall Street Journal era de alta de 0,8% no mês e um avanço de 0,3% na base anual.

No segundo trimestre como um todo, a produção industrial dos 17 países do bloco cresceu 1,1% ante os três meses até março, o maior alta trimestral desde os últimos três meses de 2010, quando a produção subiu 2,2%.

O resultado de junho foi fortemente impulsionado pela produção de bens duráveis, como carros, computadores ou eletrônicos, que avançou 4,9% no mês, o ritmo mais forte desde julho de 2011. Mas houve também um significativo aumento de 2,5% na produção de bens de capital.

Leia mais:

Desemprego na eurozona cai pela 1ª vez desde abril de 2011

Economia grega encolhe 4,6% no 2º trimestre

No entanto, o aumento da produção industrial na zona do euro como um todo esteve fortemente dependente da recuperação na Alemanha, enquanto a atividade em uma série de outros países-membros caiu. Isso sugere que a recuperação da economia da zona do euro deverá ser modesta e desigual.

De acordo com a Eurostat, a produção na Alemanha cresceu 2,5% ante maio, o ritmo mais alto em quase dois anos. Também foi vista expansão da produção na Itália, Grécia e Irlanda. Por outro lado, a produção na França – segunda maior economia da zona da moeda – caiu 1,5%. A produção na Espanha e em Portugal também despencou.

A Eurostat revisou a queda de maio para 0,2% no mês, ante recuo de 0,3% reportado anteriormente.

(com Estadão Conteúdo e agência Reuters)