Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Produção industrial brasileira teve queda de 2% em setembro

Por Da Redação 1 nov 2011, 09h16

Rio de Janeiro, 1 nov (EFE).- A produção industrial brasileira de setembro sofreu uma queda de 2% em relação a agosto, e de 1,6% se comparada com o mesmo período do ano passado, informou nesta terça-feira o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Esta é a maior contração desde abril. No acumulado no ano, o índice tem alta de 1,1%. A categoria de bens de consumo duráveis foi o que apresentou maior queda, de 9% em relação a agosto. A atividade de bens de capital caiu 5,5%.

Nos setores, o pior resultado foi o da indústria do tabaco, que teve queda de 30,6%, seguida pela automotiva, que registrou uma piora de 13,6%.

O IBGE constatou que a perda de dinamismo da indústria brasileira foi generalizada e afetou a maioria dos setores. A desaceleração foi prevista pelo governo, que indicou um esfriamento da economia nos últimos meses do ano.

A economia brasileira cresceu 3,6% no primeiro semestre do ano. O Banco Central acredita que o Produto Interno Bruto (PIB) deve terminar 2011 com uma expansão próxima a 3,5%. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade