Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Produção de veículos é recorde no acumulado de 2013, diz Anfavea

Fabricação de automóveis dá sinais de forte retomada e vendas sobem 8,6% nos cinco primeiros meses

A produção de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus no mercado brasileiro somou 348.070 unidades em maio de 2013, uma alta tímida na comparação com abril, de apenas 0,3%, mas um avanço de 21,8% ante maio de 2012. Com o resultado, a produção acumula nos cinco primeiros meses de 2013 alta de 18,6% sobre a mesma base de comparação de 2012. Os números, divulgados nesta quinta-feira, são da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). No acumulado de 2013, foram produzidas 1,54 milhão de unidades – número recorde para o período.

Considerando apenas automóveis e comerciais leves, a produção em maio chegou a 327.773 unidades, alta de 0,8% ante o mês anterior e de 21% sobre maio do ano passado. Já a produção de caminhões atingiu 16.407 unidades – recuo de 9,4% ante abril, mas alta de 45,7% sobre maio de 2012. No caso dos ônibus, foram produzidas 3.890 unidades em maio, aumento de 5,4% sobre o mês anterior e de 7,9% ante maio do ano passado.

Ainda de acordo com a Anfavea, as vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus caíram 5,2% em maio ante o mês anterior, com 316.233 unidades, mas subiram 10,0% na comparação com maio de 2012. No acumulado do ano, os emplacamentos chegaram a 1,48 milhão de unidades, uma alta de 8,6% sobre igual período de 2012.

Segundo a Anfavea, as vendas também fizeram com que maio de 2013 fosse o melhor em toda a história do setor. “O crescimento na produção nos permite ratificar a projeção de crescimento de 4,5% na produção de veículos, de 3,5% a 4,5% nas vendas e de 3% no PIB brasileiro em 2013. O setor automotivo vem respondendo de forma extremamente positiva ao Inovar-Auto”, disse o presidente da Anfavea, Luiz Moan.

Leia mais:

IPI menor faz crescer produção industrial, segundo IBGE

Venda de automóveis e comerciais leves cai 5,07% em maio, aponta Fenabrave

Decreto prorroga habilitação de montadoras ao Inovar-Auto

Exportações – As exportações do setor automotivo somaram 1,49 bilhão de dólares em maio, uma queda de 2% em relação ao mês de abril e um crescimento de 20,1% na comparação com maio de 2012. Nos cinco primeiros meses deste ano, as exportações movimentaram 6,5 bilhões de dólares, aumento de 5,9% ante igual período do ano passado. Os valores consideram as exportações de veículos automotivos e máquinas agrícolas.

Em unidades, o mês de maio encerrou com exportação de 48.623 automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus – recuo de 11,5% ante abril e uma alta de 81,1% sobre o mesmo período do ano passado.

As vendas externas desses veículos somaram, ao final dos cinco primeiros meses deste ano, 5,1 bilhões de dólares, uma alta de 7,3% sobre igual período de 2012. Entre janeiro e maio, foram exportadas 214.921 unidades de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, resultando em um avanço de 13,4% ante o mesmo período de 2012.

Emprego – A associação também anunciou que o setor automotivo encerrou maio com 153.708 empregados, alta de 0,4% em relação a abril. Na comparação com maio de 2012, houve avanço de 6% no contingente de empregados, considerando autoveículos e máquinas agrícolas.

O segmento de autoveículos registrou crescimento de 0,3% ante abril no total de empregados, totalizando 133.071 pessoas. Em relação ao mesmo mês do ano passado, houve avanço de 6,4% em maio. O segmento de máquinas agrícolas cresceu 0,8% em número de empregados na comparação com abril e registrou 20.637 funcionários. Na comparação com maio de 2012, houve uma alta de 3,7%.

(com Estadão Conteúdo)