Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Procon vai fiscalizar se postos vão dar desconto no preço do diesel

Padilha disse que o presidente Michel Temer pediu uma norma que autorize os Procons estaduais a fiscalizar se o desconto está chegando às bombas

Por Redação
Atualizado em 28 Maio 2018, 21h22 - Publicado em 28 Maio 2018, 15h11

Os Procons estaduais terão poder para fiscalizar os postos de gasolina para verificar se eles vão repassar o desconto de 0,46 centavos no diesel para o preço final. Segundo o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o Ministério da Justiça vai editar uma norma para permitir que os Procons estaduais façam essa fiscalização.

“O presidente Michel Temer pediu no domingo ao ministro Torquato Jardim [da Justiça] que faça uma norma para que os Procons estaduais possam fiscalizar se o desconto da refinaria está chegando às bombas”, disse Padilha.

O acordo anunciado ontem prevê que o preço do diesel nas refinarias ficará congelado por 60 dias e terá um desconto de 0,46 centavos por litro. Também ficaram acertadas a isenção de cobrança de pedágio por eixo suspenso nas rodovias e a criação de uma tabela com preço mínimo de frete.

Continua após a publicidade

Padilha afirmou que espera que cada caminhoneiro aja como uma espécie de fiscal de preço.

O ministro Carlos Marun [da Secretaria de Governo} disse que é preciso lembrar que existem postos que compraram diesel pelo preço maior e por isso não conseguiriam repassar o desconto de imediato. “Existe muito estoque comprado pelo prelo anterior. Não podemos obrigar o posto a ter prejuízo. Podemos garantir que o preço na Petrobras vai sair com desconto a partir de hoje, no máximo, até amanhã.”

Segundo Marun, o governo conta com o bom senso e patriotismo dos empresários de postos de gasolina sobre repassar o desconto de 0,46 centavos para o preço da bomba. “Estamos fazendo um sacrifício e exigimos que chegue ao tanque do caminhão. O Ministério da Justiça está analisando que medidas podem ser tomadas do ponto de vista do consumidor, pois é um crime de lesa-pátria.”

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.