Clique e assine a partir de 8,90/mês

Primeiro-ministro chinês anuncia tempos difíceis para sua economia

Por Da Redação - 15 jul 2012, 09h11

O primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, advertiu neste domingo que a economia de seu país, a segunda maior do mundo, pode enfrentar tempos difíceis, indicaram meios de comunicação oficiais.

“O índice de crescimento econômico está sempre dentro das margens dos objetivos fixados anteriormente neste ano e as políticas de estabilização funcionam”, declarou Wen em uma visita à província de Sichuan (sudoeste), segundo a agência Nova China.

Mas “a recuperação econômica não é estável e as dificuldades podem continuar ainda durante um tempo”, acrescentou.

No segundo trimestre, a China registrou o nível de crescimento mais baixo em três anos, de 7,6% interanual, devido à crise na Europa, mas também pelas dificuldades no setor imobiliário e em outros setores da economia.

Dos 10,4% em 2010, o crescimento passou a 9,2% no ano passado e depois a 7,8% durante a primeira metade do atual ano, segundo números publicados na sexta-feira.

O índice de crescimento no segundo trimestre é o mais baixo registrado desde os 6,6% do primeiro trimestre de 2009.

Continua após a publicidade
Publicidade