Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Prestes a pedir recuperação, OSX tenta driblar processos

Já são, pelo menos, quatro litígios de fornecedores e credores contra a empresa na Justiça do Rio de Janeiro

Por Da Redação 8 nov 2013, 14h19

Prestes a pedir recuperação judicial, a OSX tenta driblar pelo menos quatro litígios iniciados na Justiça do Rio de Janeiro por fornecedores e credores. Segundo fontes próximas à negociação, a companhia de construção naval do grupo EBX tem 90% de chances de entrar nesta sexta-feira com um pedido de recuperação judicial. Se aprovado, ele suspende as dívidas e processos contra a empresa por 180 dias.

A OSX vem adiando a medida desde a semana passada, enquanto negocia com credores. Na quarta-feira foi confirmada a rolagem de uma dívida de 461,4 milhões de reais com a Caixa Econômica Federal por um ano. Haveria outras pendências, como incluir ou não as dívidas internacionais do grupo na recuperação.

Na semana passada, a OSX Construção Naval entrou com medida cautelar na 50ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) na tentativa de sustar o protesto de um título de crédito pela EPC Engenharia Projeto e Consultoria. O pedido foi indeferido pelo juiz Luiz Umpierre de Mello Serra.

A empresa pretende descontar duas duplicatas, com valores de 1,2 milhão de reais e 936,4 mil reais. A OSX sustenta que os montantes são indevidos porque a EPC não teria prestado o serviço contratado adequadamente. A EPC é responsável pelo projeto básico, executivo e de apoio técnico na construção do estaleiro da OSX no Porto do Açu, em São João da Barra (RJ). Na terça-feira o juiz entendeu que não poderia conceder a liminar antes da manifestação da EPC.

Leia mais:

Para acalmar investidores, LLX negocia mudanças de contrado com a OSX

Continua após a publicidade

​Caixa confirma refinanciamento de empréstimo de R$ 400 mi à OSX

Em outro processo, a Fairfax Seguros Corporativos pede que OSX Construção Naval e a OSX Brasil depositem em juízo ou prestem fiança bancária pelos valores referentes à contragarantia de uma apólice que garante a construção pela OSX de um navio PLSV para a Sapura Navegação Marítima.

Pelo contrato, a Fairfax deve indenizar a Sapura caso a OSX não entregue o navio lançador de tubos. A seguradora alega que a crise afeta a capacidade financeira do grupo e a entrega da embarcação, prevista para dezembro de 2014. A juíza da 38ª Vara Cível, Fernanda de Souza, negou o pedido liminar alegando que é cedo para se falar em inexecução.

Processos – Na quarta-feira a Techint entrou com pedido de execução de um título contra a OSX Brasil. A empresa foi contratada pela OSX em 2011 para construir duas plataformas de petróleo para uso da OGX, mas as encomendas foram canceladas. A OSX informou que não foi notificada da ação.

Corre ainda em segredo de Justiça na 1ª Vara Empresarial do TJ-RJ um processo movido pela World Fuel Services contra OSX Brasil, OSX 3 Leasing e EBX desde setembro. A empresa de Cingapura questiona dívidas de quase 19 milhões de reais referentes ao fornecimento de combustíveis marítimos para a OSX. Representada pela Tramp Oil, foi a primeira credora da OSX a recorrer à Justiça.

(com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade

Publicidade