Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Presidente do BC passa a integrar conselho de diretores do BIS

Instituição com sede na Suíça é conhecida o 'banco central dos bancos centrais'

Por Da Redação - 27 jun 2016, 14h42

O Banco Central informou nesta segunda-feira que o novo presidente da instituição, Ilan Goldfajn, passou a integrar o conselho de diretores do Banco de Compensações Internacionais (BIS, na sigla em inglês). A nomeação foi feita pelo BIS em 26 de junho, durante a reunião bimestral do órgão, de acordo com o comunicado do BC.

Com sede em Basileia, na Suíça, o BIS é conhecido como o “banco central dos bancos centrais”. Além de Goldfajn, o conselho de diretores da instituição é atualmente composto pelos presidentes dos BCs dos Estados Unidos, União Europeia, Reino Unido, Alemanha, França, Japão, Suécia, China, Suíça, Itália, Bélgica, Índia e México. Na mesma reunião, Ilan foi eleito para integrar o Comitê de Auditoria do BIS.

Está prevista para esta terça-feira a primeira entrevista coletiva à imprensa de Goldfajn depois que assumiu o posto. Pela divulgação feita pelo BC, ele falará durante o detalhamento do Relatório Trimestral de Inflação, marcado para ocorrer a partir das 11h e que conta com a participação do diretor de Política Econômica, Altamir Lopes.

Leia também:

Publicidade

Servidor da Justiça custa à União 112% mais em 20 anos

Juros do cartão e do cheque especial renovam recorde em maio

O BIS tem entre suas atribuições promover discussões e facilitar a colaboração entre os bancos centrais, dar suporte ao diálogo com outras autoridades responsáveis pela promoção da estabilidade financeira, conduzir pesquisas sobre políticas de interesse dos BCs, além de ser a primeira contraparte para os bancos centrais em suas transações financeiras.

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade