Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Presidente da Telecom Italia renuncia

Pouco mais de uma semana após a Telefónica anunciar um plano ambicioso para deter, gradualmente, o controle da Telecom Italia, Franco Bernabè pede demissão

Por Da Redação 3 out 2013, 13h22

Depois de quase seis anos na Telecom Italia, Franco Bernabè renunciou ao cargo de presidente-executivo e do Conselho de Administração da empresa de telefonia nesta quinta-feira. A informação, que já circulava no mercado, foi confirmada pela companhia italiana, que agradeceu seu comprometimento com o grupo, mas não entrou em detalhes sobre a razão de sua saída.

O executivo de 65 anos deixa a empresa no momento em que ela terá de se restruturar para diminuir seu nível de endividamento. Esta é a primeira mudança na companhia após o anúncio, há pouco mais de uma semana, de um ambicioso plano em que a Telefónica comprará, aos poucos, o controle da Telecom Italia por meio do aumento de participação na Telco.

Leia mais:

Telefonica chega a acordo para aumentar fatia na Telecom Italia

Conselheiros independentes da Telecom Italia se opõem à venda de ativos

Fusão entre Oi e Portugal Telecom cria gigante de R$ 40 bi

Franco Bernabè estava no grupo desde 2003, mas havia assumido a direção-executiva em abril de 2011. Ele também ocupava o cargo de presidente do Conselho de Administração. A informação de sua saída foi comunicada pelo vice-presidente do grupo, Aldo Minucci, em reunião do Conselho nesta quinta-feira. Segundo o jornal italiano Corriere della Sera, em frente à sede da companhia, diversas pessoas protestavam nesta quinta contra o acordo desenhado pela Telefónica, que tranferirá o poder decisório do grupo para a Espanha e poderá ocasionar demissões.

A saída de Bernabè era dada como certa após o executivo ter perdido a confiança dos sócios da Telco, principal acionista do grupo italiano. Além da Telefónica, a Telco é formada também pela seguradora Generali e os bancos Mediobanca e Sanpalo.

Continua após a publicidade
Publicidade