Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Presidente da Ambev renuncia

Na empresa há 28 anos, Benardo Paiva ocupava a presidência desde 2015; segundo a cervejaria, o executivo ficará até fevereiro durante o processo de sucessão

Por Da Redação - Atualizado em 19 nov 2019, 14h08 - Publicado em 19 nov 2019, 01h09

A Ambev anunciou, nesta segunda-feira, 18, que o presidente-executivo da companhia, Bernardo Paiva, decidiu deixar a maior cervejaria da América Latina para buscar projetos pessoais. Em comunicado ao mercado, a Ambev afirma que o posto será ocupado pelo atual diretor de vendas e marketing, Jean Jereissati Neto, que acumulará a função, a partir de 1º de janeiro de 2020.

Benardo Paiva, engenheiro, está na Ambev há 28 anos. Ele começou a trabalhar na cervejaria em 1991 como gerente trainee e ocupava a presidência-executiva da companhia desde 2015. De acordo com a Ambev, Paiva trabalhará com o Jereissati em uma transição até o final de fevereiro de 2020.

Jereissati Neto é administrador formado pela Fundação Getúlio Vargas e ingressou na Ambev em 2000. Ele já ocupou funções de diretor geral para América Central e Caribe e diretor geral da Ásia e Pacífico Norte na Anheuser-Busch InBev, controladora da Ambev.

Publicidade

A mudança na gestão da companhia acontece em um momento em que a Ambev tem enfrentado competição ferrenha no Brasil em um ambiente de economia fraca, que tem pressionado as vendas. Entre as rivais da companhia no país, está a Heineken.

No final de outubro, o vice-presidente financeiro da Ambev, Fernando Tennenbaum, afirmou que descontos promovidos por alguns competidores contribuíram para uma queda nos volumes de venda de cerveja da empresa no terceiro trimestre, contribuindo para uma redução na participação de mercado da companhia no Brasil.

(Com Reuters)

Publicidade