Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prêmio de risco da Espanha fecha no maior valor desde a adoção do euro

Diferença entre bônus espanhol e da Alemanha evidencia preocupações do mercado com a crise e a necessidade de reformar o sistema bancário

O prêmio de risco dos títulos públicos da Espanha – a diferença entre os juros dos bônus do país e os dos títulos alemães de dez anos – bateu recorde de alta nesta segunda-feira. O prêmio subiu 24 pontos básicos e fechou a 478 pontos – o maior valor desde a implantação do euro, em uma clara demonstração de que os mercados temes mais dificuldades vindas da economia espanhola.

Investidores estão sensibilizados com as preocupações vindas da Grécia e a necessidade de o sistema financeiro espanhol receber mais 22 bilhões de euros do governo. A rentabilidade do bônus espanhol para dez anos também disparou nesta segunda-feira a 6,22%, enquanto o alemão fechava em 1,45%.

Apesar desta forte alta do prêmio de risco, o Tesouro público espanhol conseguiu leiloar 2,903 bilhões de euros em letras a doze e dezoito meses. O órgão teve, no entanto, de elevar ligeiramente os juros de ambas as denominações. A bolsa de Madri também reagiu negativamente aos temores do dia e fechou em queda de 2,66%.

Em Bruxelas, o ministro de Economia da Espanha, Luis de Guindos, afirmou que o país tomou todas as medidas para voltar a crescer e estabilizar sua economia. Para ele, o mau desempenho dos títulos nesta terça deve-se à instabilidade da Grécia. Guindos pediu cooperação e uma resposta conjunta da zona do euro para apoiar o país. Nesta sexta-feira a Espanha aprovou uma nova reforma financeira para sanear bancos.

(com EFE)