Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Premiê da Grécia ganha voto de confiança no Parlamento

ATENAS (Reuters) – O primeiro-ministro grego, George Papandreou, ganhou um voto de confiança no Parlamento no sábado (horário local), evitando eleições antecipadas que teriam complicado o acordo de resgate ao país e inflamado a crise econômica da zona do euro.

O governo socialista de Papandreou venceu a moção com o apoio de todos os parlamentares de seu partido no Parlamento de 300 assentos, mas seu período como primeiro-ministro parece estar próximo do fim.

Mais cedo, Papandreou convocou a formação de um novo governo de coalizão para aprovar um acordo de resgate da zona do euro de 130 bilhões de euros, vital para que o país evite uma falência, e sinalizou que estava pronto para se retirar.

Papandreou disse ao Parlamento, antes da votação, que irá se reunir com o presidente grego no sábado para discutir a formação de uma coalizão de governo mais ampla que garantirá o resgate da zona do euro, acrescentando que queria discutir quem irá ficar à frente da nova administração.

O ministro de Finanças grego, Evangelos Venizelos, quem aparece como candidato a liderar o governo, afirmou que “a coalizão de governo a ser formada deve recuperar a credibilidade internacional do país e garantir o rápido desembolso de 30 bilhões de euros para a recapitalização dos bancos gregos.”

Venizelos disse a parlamentares que o novo governo deverá aprovar o orçamento e o plano de ajuste fiscal revisado, assim como também completar as conversações sobre a participação do setor privado na redução da dívida grega.

Segundo ele, espera-se que o novo governo funcione até o fim de fevereiro do ano que vem.

Por outro lado, o líder conservador Antonis Samaras rejeitou o chamado de Papandreou para um governo de coalizão, exigindo eleições imediatas.

“O senhor Papandreou rejeitou nossa proposta. A única solução é eleição”, afirmou ele, de acordo com um porta-voz de seu partido Nova Democracia.

(Por George Georgiopoulos e Redação de Atenas)