Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prejuízo da OGX cresce 255% no segundo trimestre

Resultado negativo vai a 398,65 milhões de reais entre abril e junho; prejuízo nos seis primeiros meses do ano soma 543,45 milhões de reais

A OGX registrou prejuízo de 398,65 milhões de reais no segundo trimestre desse ano, o que significa uma alta de 255,2% em relação ao mesmo período do ano passado. Nos seis primeiros meses do ano, o prejuízo da empresa soma 543,45 milhões de reais, ante 151,320 milhões de reais no mesmo período do ano passado.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) negativo atingiu 109,99 milhões de reais de abril a junho, com crescimento de 2,3% em relação a um ano atrás.

As despesas com exploração totalizaram 136 milhões de reais no primeiro semestre, com acréscimo de 61,4 milhões de reais em relação a igual período de 2011. Essa variação, segundo a empresa, foi ocasionada pelo aumento dos gastos com estudos geológicos, geofísicos e pela intensificação das campanhas de sísmica, com destaque para a Bacia do Parnaíba.

Nos primeiros seis meses de 2012, a companhia apresentou uma despesa financeira líquida de 356 milhões de reais em comparação a uma despesa financeira líquida de 12 milhões de reais no mesmo período do ano passado, ou seja, uma variação negativa de 344 milhões de reais. Essa variação, segundo a empresa, deriva primordialmente de uma apreciação do dólar ante o real, que gerou uma despesa líquida de variação cambial de 339 milhões de reais. No mesmo período do ano anterior, o resultado líquido de variação cambial foi uma receita de 9 milhões de reais.

(com Agência Estado)