Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Preços sobem na indústria da zona do euro, encomendas esfriam

Por Da Redação 5 jan 2012, 09h13

BRUXELAS, 5 Jan (Reuters) – Os preços ao produtor da zona do euro subiram mais do que o previsto em novembro, mas as novas encomendas recebidas pela indústria da região aumentaram a um ritmo menor do que o esperado em outubro, segundo dados divulgados nesta quinta-feira.

Impulsionados pelos custos de energia, os preços no atacado dos 17 países do euro subiram 0,2 por cento em novembro sobre outubro, informou a agência de estatísticas Eurostat. Economistas ouvidos pela Reuters previam alta de 0,1 por cento.

Em termos anuais, a inflação foi de 5,3 por cento, contra expectativas de 5,2 por cento.

Preocupações sobre uma interrupção no fornecimento vindo do Irã mantiveram o custo do petróleo Brent em cerca de 110 dólares o barril nos últimos meses de 2011, mesmo quando a crise de dívida da zona do euro reduzia a confiança empresarial e deprimia a demanda industrial.

A inflação ao consumidor da zona do euro ficou abaixo de 3 por cento pela primeira vez em três meses em dezembro, o que pode fazer o Banco Central Europeu (BCE) baixar o juro básico novamente. No entanto, economistas não veem as pressões inflacionárias de energia diminuindo até abril.

O enfraquecimento da economia ficou evidente nas encomendas industriais, que, embora sejam voláteis, ainda ficaram abaixo das expectativas em outubro, após a forte queda de setembro.

O total das encomendas de manufaturas subiu 1,8 por cento em outubro, contra alta de 2,4 por cento prevista por economistas.

(Reportagem de Robin Emmott)

Continua após a publicidade
Publicidade