Clique e assine a partir de 9,90/mês

Preços de soja e milho batem recorde em Chicago

Contrato da oleaginosa para novembro fechou no patamar histórico de 17,32 dólares por bushel; os de milho encerraram o pregão em 8,38 dólares/bushel

Por Da Redação - 21 ago 2012, 18h46

As cotações dos contratos futuros de soja nos Estados Unidos fecharam em nova máxima nesta terça-feira na Bolsa de Chicago, impulsionadas pelos temores cada vez mais fortes de baixa produtividade após dois meses de forte seca no país. Os preços da oleaginosa abriram para suas máximas históricos e o contrato para entrega em novembro fechou no nível recorde de 17,3250 dólares por bushel (25 kg), após atingir o pico de 17,34 dólares durante a sessão. A cotação de fechamento medida por tonelada foi de 636,58 dólares. Além da soja, os contratos de milho chegaram nesta terça-feira aos seus máximos históricos, com o contrato para entrega em dezembro fechando a 8,3875 dólares por bushel.

Leia mais:

Produtores dos EUA atingidos pela seca terão US$ 30 milhões

O trigo também subiu, em sintonia com a tendência do mercado agrícola, fechando a 9,2200 dólares, ante os 9,0275 dólares por bushel da sessão anterior.

Continua após a publicidade

Desde meados de junho, uma forte seca e temperaturas historicamente altas – com recorde desde 1895 para julho – deterioraram as perspectivas de uma colheita no Corn Belt, o “Cinturão do Milho”, no centro-oeste dos Estados Unidos – que são o maior produtor mundial de soja e milho.

A baixa umidade em momentos críticos de desenvolvimento dos cultivos, assim como as altas temperaturas, provocou importantes revisões para baixo das estimativas oficiais de rendimentos para estes dois grãos por parte do departamento norte-americano de agricultura (USDA).

(com Agence France-Presse)

Publicidade