Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Prazo para entrega do IR 2022 vai de 7 de março a 29 de abril

Está obrigado a apresentar a declaração anual quem recebeu mais de R$ 28.559,70 no ano passado; Receita informa que usará PIX para pagar restituição

Por Larissa Quintino Atualizado em 24 fev 2022, 22h03 - Publicado em 24 fev 2022, 10h46

A temporada do Imposto de Renda começa no dia 7 de março, informou a Receita Federal nesta quinta-feira, 24. Com isso, o contribuinte ganha uma semana a mais para se programar, já que normalmente a entrega do documento se inicia na primeira semana de março. De toda forma, é bom já se organizar com a papelada para fugir mais fácil dos problemas na hora de acertar as contas com o Leão. Caso tenha pagado mais imposto do que o devido ao Fisco em 2021, o contribuinte receberá a restituição e, quanto antes enviar a declaração, mais cedo tende a receber o dinheiro da Receita Federal. No caso de quem tem imposto a pagar, declarar dentro do prazo permite parcelamento e evita multas. A expectativa da Receita é receber 34, 1 milhões de declarações declarações neste ano. O prazo para a entrega do IR vai até 29 de abril. 

Assim como nos anos anteriores, a declaração será feita de forma online. O programa do IR poderá ser baixado no próprio dia 7, na página da Receita na internet. Está obrigado a apresentar a declaração anual o contribuinte que, no ano-calendário de 2021, recebeu rendimentos tributáveis cuja soma foi superior a 28.559,70 reais (equivalente a 2.196,90 reais por mês de salários, aposentadorias ou aluguéis), mesma regra vigente nos dois últimos anos. Também deve apresentar a declaração a pessoa física que, no ano-calendário de 2021, tenha recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a 40.000 reais, e também quem fez operações na Bolsa de Valores no ano passado, e quem teve posse ou propriedade de bens até 300.000 reais. No caso de quem tem dependentes, é necessário informar o CPF de todos na declaração.

A novidade este ano está na restituição que será paga via PIX. Segundo a Receita, será aceita apenas a chave-pix que seja o CPF do contribuinte. Chaves aleatórias ou que usam os dados de celular e e-mail não serão consideradas. As restituições, assim como nos últimos dois anos, serão feitas em cinco lotes, a partir de maio. O primeiro, destinado a idosos, pessoas portadoras de deficiência e professores, cai em 31 de maio. Os seguintes serão depositados em 30 de junho, 29 de julho, 31 de agosto e 30 de setembro.

Já quem for mordido pelo Leão pode optar pelo parcelamento em até oito cotas, a serem descontadas no fim de cada mês até 30 de novembro. A opção pelo débito automático pode ser feita no programa gerador da declaração até 10 de abril. O pagamento também poderá ser feito via PIX.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)