Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Poupança tem perda recorde para abril: R$ 8,42 bilhões

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a poupança teve perda líquida de R$ 32,29 bilhões, também o pior resultado da história para o período

Em meio à fraqueza da atividade econômica e ao aumento do desemprego, a caderneta de poupança registrou saída líquida de 8,24 bilhões de reais em abril. Esse é o pior desempenho para o mês desde o início da série histórica, em 1995, informou o Banco Central (BC) nesta quinta-feira.

No mês passado, os saques superaram os depósitos em 6,3 bilhões de reais no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Na poupança rural, por sua vez, o resgate líquido foi de 1,94 bilhão de reais.

No acumulado dos quatro primeiros meses do ano, a poupança teve perda líquida de 32,29 bilhões de reais, também o pior resultado em 27 anos. Desse total, 27,74 bilhões de reais no SBPE e de 4,55 bilhões de reais na poupança rural.

Leia mais:

Produção de veículos do Brasil tem pior abril desde 2004

BC reforça que ‘não há espaço para cortar juro’

A contínua e acentuada deterioração da caderneta ocorre por causa da piora do cenário econômico, com a alta da inflação e o aumento do desemprego. Além disso, outros investimentos se tornaram mais atrativos no período. A remuneração da poupança é formada por uma taxa fixa de 0,5% ao mês mais a Taxa Referencial (TR) – esse cálculo vale para quando a taxa básica de juros (Selic) está acima de 8,5% ao ano e atualmente está em 14,25% ao ano.

(Com Reuters)