Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Poupança tem melhor captação para junho desde 2002

Caderneta encerrou o mês com captação líquida positiva de R$ 5,11 bilhões

Por Da Redação
5 jul 2012, 14h58

Em junho de 2002, a captação líquida foi recorde: os depósitos superaram os saques em 5,29 bilhões de reais

As cadernetas de poupança encerraram junho com captação líquida positiva de 5,11 bilhões de reais. Dados divulgados nesta quinta-feira pelo Banco Central mostram que esse foi o segundo melhor resultado para o mês desde a criação do Plano Real. O recorde permanece com junho de 2002, quando os depósitos superaram os saques em 5,29 bilhões de reais.

Mesmo com as novas regras de cálculo das cadernetas, que diminuem o rendimento das contas, a captação líquida de recursos não diminuiu. Ao contrário. Em junho, houve crescimento de 2.221% quando comparado ao mesmo mês do ano passado, quando os depósitos superaram os saques em 220 milhões de reais. Quando comparado a maio de 2012, porém, houve recuo de 18% na captação de recursos.

Leia mais:

Começam a valer as novas regras para a poupança

Segundo o BC, o total de depósitos somou 98,84 bilhões de reais, em montante superior aos 93,73 bilhões de reais em saques acumulados em junho. Além de as aplicações terem superado as retiradas, as contas existentes registraram rendimento de 2,20 bilhões de reais no mês passado.

Em maio, o governo mudou as regras para o rendimento das cadernetas que passaram a pagar 70% da taxa Selic mais a Taxa Referencial (TR) sempre quando o juro básico estiver em 8,5% ou menos. Atualmente, a Selic está exatamente nesse patamar. A mudança não afeta as poupanças antigas, que continuam a render 0,5% ao mês mais TR.

Continua após a publicidade

Investimento – Os investidores aumentaram os depósitos e as cadernetas de poupança acumularam 14,857 bilhões de reais em novos recursos captados no acumulado do primeiro semestre de 2012. Mesmo com a mudança, em maio, nas regras de rendimento das cadernetas, que passaram a pagar menos juros, o desempenho segue forte e a captação dos seis meses já é maior do que a vista em todo o ano de 2011, quando as cadernetas atraíram 14,186 bilhões de reais.

Dados apresentados nesta quinta-feira pelo BC também mostram forte reversão do movimento quando a comparação é feita com a primeira metade de 2011. Naquele período, as retiradas prevaleceram e as contas amargaram captação negativa de 3,006 bilhões de reais.

(com Agência Estado)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.