Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Postos de gasolina começam a receber combustível, mas preços sobem

Motorista precisou enfrentar filas e pagar mais caro pela gasolina nos postos que receberam combustível

Por Redação Atualizado em 29 Maio 2018, 10h28 - Publicado em 29 Maio 2018, 08h43

Postos de gasolina de vários pontos da cidade de São Paulo começaram a receber combustível na noite desta terça-feira. Os caminhões-tanque chegavam escoltados por carros da Polícia Militar, que permanecia nos postos.

Vizinhos desses postos relatam que assim que o caminhão-tanque chegava, filas de veículos de motoristas começavam a se formar. Na Aclimação, região central, a fila em um posto na avenida Aclimação, chegava a três quilômetros.

Consumidores chegaram a esperar quase três horas para abastecer o carro. Quem conseguiu, entretanto, pagou mais caro. Nesse posto da Aclimação, o litro da gasolina comum era vendido por 4,99 reais.

Nas redes sociais, entretanto, consumidores dizem que preço da gasolina chega a 5,10 reais. Um posto localizado na avenida Sapopemba, na zona leste de São Paulo, cobrava 4,29 reais pela gasolina e 2,69 reais pelo álcool.

Levantamento da Agência Nacional do Petróleo mostra que o preço médio da gasolina antes da greve era de 4,284 reais. Na semana encerrada no dia 26, o preço médio havia subido para 4,435 reais.

Posto na avenida Sapopemba, zona leste de SP, vende gasolina por 4,29 reais Fabiana Futema/Arquivo pessoal
Continua após a publicidade

Publicidade