Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Poluição custa US$ 4,9 bi à economia do Brasil, diz Banco Mundial

No mundo, prejuízos somam 225 bilhões de dólares por ano, segundo estudo da entidade

A poluição atmosférica causa perdas de 4,9 bilhões de dólares à economia brasileira, segundo estudo divulgado pelo Banco Mundial nesta quinta-feira. O montante, referente a 2013, é uma estimativa dos salários que deixam de entrar na economia por causa das mortes causadas pela poluição.

No mundo, as perdas somam 225 bilhões de dólares, de acordo com o estudo. Além disso, a poluição provoca perdas em termos de bem-estar que totalizam 5,1 trilhões de dólares.

A contaminação do ar matou 2,9 milhões de pessoas em 2013, segundo os últimos dados disponíveis publicados no relatório. Se for somada a poluição nos lares, principalmente resultante do uso de combustíveis sólidos, como o carvão, para calefação ou cozinha, o total de mortos sobe para 5,5 milhões. No Brasil, houve 62.246 mortes.

As doenças causadas pela poluição ambiental (cardiovasculares, câncer de pulmão e outras doenças pulmonares crônicas e respiratórias) são, em consequência, responsáveis por uma morte em cada dez no mundo. Isso é seis vezes maior que os óbitos causados pela malária.

As perdas de vidas humanas são sinônimo de perdas em termos de potenciais rendimentos e de obstáculos ao desenvolvimento econômico, segundo o Banco Mundial. Segundo o estudo, 87% da população do planeta está mais ou menos exposta à poluição atmosférica.

(Com AFP)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Luciano Leite Galvão

    Por isso é que eu digo que o lixo tem que virar serviço. Fazer lixo tem que ser trabalho bem feito também, porque se fosse uma organização de trabalho esses 4,9 bilhões de dólares poderiam ser mais 7 vezes a atual população brasileira trabalhando. Em 2014, segundo o INSS, os mais de 60 ou 70 milhões de empregados receberam uma remuneração bruta anual de 1 bilhão 117 milhões de reais. Se ao invés de prejuízo fosse serviço ou estaríamos empregando estrangeiros ou teríamos multiplicado nosso poder aquisitivo.

    Curtir

  2. Luciano Leite Galvão

    sao 56 milhoes de contribuintes em 2014.

    Curtir