Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PMI HSBC de Serviços no Brasil sobe para 53,0 em junho

Por Patricia Lara

São Paulo – A atividade do setor de serviços no Brasil se recuperou da forte queda de maio e subiu para 53,0 em junho, como mostrou o Índice de Gerentes de Compras PMI HSBC do Setor de Serviços divulgado nesta quarta-feira. Em maio, o índice havia recuado 3 pontos porcentuais para 49,7, de um nível de 52,7 pontos em abril. O declínio de maio deu margem à avaliação entre alguns economistas de que o setor de serviços estaria perdendo vigor, o que poderia gerar efeitos mais nocivos para a economia brasileira já afetada pela crise externa.

De acordo com o HSBC, as empresas que trabalham no setor de serviços do Brasil atribuíram o nível mais alto de atividade em junho à demanda mais elevada por parte dos clientes. “Um em cada cinco entrevistados relatou um aumento no volume de novos negócios”, observou o relatório do banco.

Ao comentar o resultado do setor de serviços, o economista-chefe do HSBC Bank Brasil, André Loes, disse que é cedo para comemorar. “Ainda que o PMI de serviços tenha voltado a ficar acima de 50, os resultados do segundo trimestre como um todo apontam para uma redução da atividade econômica no setor de serviços, aumentando a pressão para baixo sobre o crescimento em 2012”, observou o economista em comunicado.

O índice relativo ao mercado brasileiro, porém, contrasta com o desempenho do setor na China. Divulgado mais cedo, o PMI HSBC de serviços na China caiu para 52,3 em junho – o menor nível em dez meses – em comparação com a leitura de 54,7 em maio.