Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

PIS/Pasep: começa pagamento para nascidos em janeiro em fevereiro

Para ter direito ao benefício, é necessário ter trabalhado em 2016, com remuneração média de até dois salários mínimos

Por Da redação Atualizado em 18 jan 2018, 13h03 - Publicado em 18 jan 2018, 12h45

O pagamento dabono salarial do PIS começa hoje para trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro. Os recursos do Pasep serão liberados para servidores com final de matrícula 5. O abono varia de 80 reais a um salário mínimo (954 reais), dependendo do período trabalhado em 2016 – ano-base do calendário de pagamento. 

Para ter direito ao benefício, é necessário ter trabalhado com carteira assinada ao menos 30 dias durante 2016, consecutivos ou não, e ter recebido remuneração mensal média de até dois salários mínimos à época (1.760 reais). Também é preciso estar cadastrado no programa há pelo menos cinco anos e o empregador deve ter informado seus dados corretamente na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

O PIS, programa para trabalhadores da iniciativa privada, poderá ser retirado na Caixa, enquanto o Pasep, destinado aos funcionários públicos, será pago no Banco do Brasil.

O Ministério do Trabalho calcula que serão liberados 2.67 bilhões de reais nesta etapa, para quase 3,6 milhões de trabalhadores. A etapa referente a 2016 começou a ser paga em julho – para nascidos entre julho e dezembro –  e os recursos estarão disponíveis até 29 de junho de 2018. Ainda há 9,8 bilhões de reais que não foram sacados, segundo a Pasta.

Continua após a publicidade

Depois do pagamento que começa nesta semana, outros dois lotes ainda serão pagos aos trabalhadores. No dia 22 de fevereiro, começam a ser liberados os recursos para quem nasceu em março e abril, além de servidores com inscrições de finais 6 e 7. Já em 15 de março, começa a receber quem faz aniversário em maio e junho, e servidores com inscrições com final 8 e 9.

Como sacar o PIS

O pagamento do abono salarial pode ser realizado de três maneiras. A primeira por crédito em conta, quado o trabalhador possui conta-corrente ou poupança na Caixa Econômica Federal.

Para os não-correntistas, é possível resgatar o benefício utilizando o Cartão do Cidadão nos caixas eletrônicos da Caixa e nos Correspondentes Caixa Aqui.

Se preferir, o trabalhador pode ir até uma agência com um documento de identificação e o número do PIS.

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)