Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PIB dos EUA abaixo do esperado derruba bolsas da Europa

Por Gabriel Bueno

Londres – Os principais índices das bolsas europeias fecharam em queda nesta sexta-feira. Os mercados foram influenciados pela divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos, que subiu 2,8% no quarto trimestre na comparação com o mesmo período do ano anterior, abaixo do esperado por analistas, que previam um crescimento de 3,0%. O índice pan-europeu Stoxx 600 registrou queda de 0,95%, ou 2,46 pontos, chegando em 255,40 pontos. Na semana, o Stoxx 600 teve recuo de 0,18%.

As negociações sobre a reestruturação da dívida da Grécia continuaram sem uma solução. Uma graduada autoridade do governo disse esperar o fim das conversas até o próximo domingo. A indefinição, porém, contribuiu hoje para um recuo na Bolsa de Atenas, e o índice ASE fechou em queda de 2,6%, em 745,67 pontos -na semana, o ASE ganhou 5,29%. National Bank perdeu 3%, enquanto Alpha (+3,5%) e Eurobank (+5,5%) tiveram altas.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE 100 teve queda de 1,07%, fechando em 5.733,45 pontos, e na semana teve alta de 0,09%. BP encerrou em baixa de 2,6%, após uma decisão de um tribunal da Louisiana sobre o desastre do Golfo do México. No fim da quinta-feira, o tribunal determinou que a companhia britânica deve indenizar a Transocean diante de pedidos de indenização de pessoas e companhias afetadas pelo vazamento de petróleo ocorrido em 2010. Já as ações da Next subiram 1,7%.

Em Paris, o índice CAC 40 teve baixa de 1,32%, para 3.318,76 pontos, e na semana registrou recuo de 0,08%. Os bancos estiveram pressionados, após o JPMorgan rebaixar BNP Paribas e Crédit Agricole, que caíram 3,3% e 1,6%, respectivamente. Société Générale, porém, teve alta de 0,3%. Carrefour subiu mais 0,6%, após avançar 7,5% na quinta-feira com notícias sobre trocas no comando da empresa.

Na Bolsa de Frankfurt, o índice DAX teve queda de 0,43%, para 6.511,98 pontos, e na semana subiu 1,68%. HeidelbergCement teve o pior desempenho, recuando 2,4%. As companhias do setor automobilístico tiveram baixas, com Volkswagen (-2,4%), Daimler (-1,6%) e BMW (-1,2%).

Em Milão, o índice FTSE MIB teve queda de 1,02%, para 15.946,87 pontos, e na semana avançou 1,73%. Hoje, investidores começaram a vender mais ações financeiras nas duas últimas horas de negociações. UniCredit recuou 4,5%, Intesa Sanpaolo cedeu 0,7% e Monte Paschi perdeu 3,5%. Ferragamo subiu 7,2%, após apresentar resultados sólidos de vendas no quarto trimestre.

Na Bolsa de Madri, o índice Ibex 35 teve queda de 0,65%, para 8.657,30 pontos, e na semana subiu 1,11%. O setor de bancos puxou o índice para baixo, com Banco Sabadell (-1,8%) e BBVA (-1%). Em Lisboa, por sua vez, o índice PSI 20 caiu 0,85%, para 5.434,89 pontos, e na semana recuou 0,93%. As informações são da Dow Jones.