Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

PIB do Reino Unido cresce 0,2% no 2º trimestre

Por Da Redação 26 jul 2011, 07h40

Por Danielle Chaves

Londres – O crescimento da economia do Reino Unido desacelerou no segundo trimestre deste ano, segundo dados preliminares do Escritório para Estatísticas Nacionais (ONS, na sigla em inglês). O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,2% em comparação com o primeiro trimestre, quando havia sido registrada expansão de 0,5%.

O resultado veio em linha com as estimativas dos economistas consultados pela Dow Jones. Em termos anuais, o PIB britânico subiu 0,7% no segundo trimestre, depois da alta anual de 1,6% nos três primeiros meses do ano e levemente abaixo da previsão de avanço de 0,8%.

Segundo um representante do ONS, excluindo uma série de fatores especiais ocorridos durante o segundo trimestre – como o casamento real, um feriado bancário adicional, o clima quente fora do normal e os efeitos do desastre natural no Japão -, a economia do Reino Unido teria registrado crescimento trimestral de 0,7%.

A produção do setor de manufatura e de energia caiu 1,4% no segundo trimestre, depois da queda de 0,1% no primeiro trimestre, e foi parcialmente contrabalançada pelo setor de serviços, que teve expansão de 0,5%. O setor de construção continuou mostrando volatilidade, crescendo 0,5% depois da contração de 3,4% no primeiro trimestre.

A libra se fortaleceu após a divulgação do PIB e atingiu o maior nível em seis semanas diante do dólar, a US$ 1,6413, enquanto o euro caiu à mínima verificada no dia de 0,8827 libra. No entanto, o pequeno crescimento da economia britânica no segundo trimestre significa que a recuperação do Reino Unido efetivamente se paralisou – com expansão de apenas 0,2% entre outubro de 2010 e junho deste ano.

A desaceleração deve alimentar as críticas ao ambicioso programa de austeridade do ministro de Finanças, George Osborne, que prevê 111 bilhões de libras em cortes de gastos e aumentos de impostos até 2015 para acabar com o déficit orçamentário estrutural. As informações são da Dow Jones.

Continua após a publicidade

Publicidade